ELEIÇÃO PARA O CONSELHO DE SEGURANÇA DE SÃO CAETANO ESTÁ ACIRRADA

conseELEIÇÃO PARA O CONSELHO DE SEGURANÇA DE SÃO CAETANO ESTÁ ACIRRADAg

Presidência e direção do Conseg da cidade são disputados por dois grupos

Por Thiago Cavallini e Raissa Melo

No dia 12 de abril serão realizadas as eleições do Conseg (Conselho de Segurança de São Caetano) que definirá a direção do órgão por dois anos. Estão concorrendo duas chapas, o grupo Reação e o grupo Ação. Quem quiser escolher uma delas, tem até amanhã, dia 10, para realizar inscrição (mais informações no final).

O Conseg é um órgão oficial que representa a população, a prefeitura e a polícia, e tem extrema importância para discutir as falhas na segurança da cidade e propor ações que devem ser tomadas para garantir o bem-estar da população. A eleição ocorre para que a população defina quais serão seus representantes no Conselho, enquanto os membros da prefeitura e da polícia são indicados.

Vale lembrar que toda a população pode participar das reuniões do Conseg, que acontecem mensalmente, para apresentar problemas de segurança em seus bairros, cobrar soluções e sugerir melhorias. É um momento de contato direto entre os munícipes e os responsáveis pelo setor na cidade, como o Secretário de Segurança, o Delegado Chefe da Polícia Civil e o Comandante da Polícia Militar.

O C do ABC entrevistou por escrito, através dos seus candidatos a presidente, os dois grupos que disputam o órgão, enviando três perguntas a cada um dos candidatos a presidente (a íntegra das respostas encontra-se no fim da reportagem).

Encabeçando a chapa do grupo Reação, o advogado Tarsio Taricano quer dar mais dinamicidade ao conselho. “Acredito que o Conseg pode ser mais enérgico e atuante, para aproximar a população de nossas autoridades policiais e vice-versa”, declarou. Afirmou ainda que buscará o “desenvolvimento de bons projetos com todas as pessoas ou órgãos que se demonstrarem solícitos nesta causa [da segurança]”.

A chapa do grupo Ação conta com empresário Roberto Corvello como líder, preocupado com a participação dos cidadãos. “Quero ser presidente para transformar o Conseg em porta voz de nossa cidade”, esclareceu. Roberto declara ainda que seu seu objetivo é “participar mais da vida da comunidade e que o Grupo Ação, com suas propostas, possa contribuir para melhorar a segurança pública em São Caetano”.

Apesar de muito importante para São Caetano, poucas pessoas conhecem o Conseg. Além disso, muitos reclamam que não conseguem participar das reuniões por conta dos dias e horários em que são realizadas, durante a semana no horário comercial.

É fundamental que todos assistam as reuniões, questionem o conselho e cobrem das autoridades melhorias na segurança pública de nossa cidade. É com participação e fiscalização que se resolve problemas e constrói um cidade melhor.

O horário e local da votação ainda não foram definidos. Para se inscrever para votar é preciso preencher uma ficha, disponível aqui (http://goo.gl/q4hSsD) e enviá-la para alguma das chapas (Reação – gruporeacaoscs@gmail.com / Ação – rcorvello@bol.com.br) ou entregar diretamente em qualquer delegacia de polícia da cidade ou no batalhão da PM.

A ordem dos nomes das chapas, das citações e das entrevistas foram definidas de acordo com a ordem de chegada das respostas ao C do ABC.

*

Íntegra das entrevistas com as chapas:

GRUPO REAÇÃO – Tarsio Taricano

1. Na opinião da sua chapa, qual a importância do Conseg?
Os Consegs, Conselhos Comunitários de Segurança, são grupos de apoio à Secretaria da Segurança Pública nas relações comunitárias, constituindo-se um canal privilegiado de participação cidadã, cuja finalidade é assegurar um fluxo de informações relevantes à Policia Estadual e auxiliar outros órgãos públicos e privados no encaminhamento e resolução das demandas legítimas da comunidade, com foco na promoção e na paz social. Entendemos que o CONSEG consiste na sociedade civil organizada colaborando em uma área estratégica para a população, como é o caso da segurança pública.

2. Por que quer ser presidente deste órgão?
Sem nenhum convite ou relação política, acredito que o Conselho de Segurança de São Caetano pode ser mais enérgico e atuante, para aproximar a população de nossas autoridades policiais e vice-versa. Pretendo assumir responsabilidades com uma tarefa social, ajudando no desenvolvimento de bons projetos com todas as pessoas ou órgãos que se demonstrarem solícitos nesta causa

3. Quais os motivos pelos quais acreditam que farão uma melhor gestão do que o grupo Ação?
Temos projetos que visam facilitar a comunicação daqueles que, mesmo com vidas atribuladas de tanto trabalho e responsabilidades pessoais, ainda se dispõem a colaborar de forma voluntária com seus respectivos bairros. Assim, prezamos economia de tempo e celeridade nas demandas a serem transmitidas às autoridades policiais. Somos cidadãos voluntários, de alma altruísta, sem cargo público e se Deus e os amigos permitirem, faremos aquilo que gostaríamos que fizessem por nós.

GRUPO AÇÃO – Roberto Corvello

1. Na opinião da sua chapa, qual a importância do Conseg?
O Conseg é o elo entre a população de São Caetano e as autoridades municipais de segurança. Infelizmente, nos últimos anos não tem atuação nenhuma. É apático, sem expressão, sem vida e sem conteúdo. Desde que comecei a frequentar as reuniões mensais – há quase 2 anos – observei que apenas meia dúzia de pessoas – às vezes menos – estavam presentes. Como pode um conselho municipal com a importância que a segurança representa para toda população não ter presença representativa dos munícipes ? Uma das lutas que empreendemos nesse período foi que as reuniões tivessem o horário mudado. Anteriormente eram realizadas às 10h00. Com muito esforço, alteramos para às 19h30. Outra: local fixo de reuniões, a sede da ACISCS. Queremos um Conseg atuante, ativo, que atenda à população e encaminhe – realmente – suas demandas. Há muito a ser feito e o ” GRUPO AÇÃO ” está habilitado para fazer !

2. Por que quer ser presidente deste órgão?
Quero ser presidente porque as propostas do ” GRUPO AÇÃO ” são consistentes, tem conteúdo e são acrescidas às nossa experiências de vida. Não tenho ambições pessoais, tão pouco políticas e não preciso de “holofotes”. Quero ser presidente para transformar o Conseg em porta voz de nossa cidade. Quero ser presidente para participar mais da vida da comunidade e que o ” GRUPO AÇÃO “, com suas propostas, possa contribuir para melhorar a segurança pública em São Caetano e continuar nossa batalha – temos projeto – para poder exercer o direito de ir e vir, inclusive pela avenida Delamare, nossa principal ligação com São Paulo e vice-versa, além da avenida presidente Wilson e avenida do Estado. Quero ser presidente pelo grau de comprometimento das pessoas do nosso grupo e de todos amigos e cidadãos que acreditam em nossa proposta de trabalho. Em nosso grupo não há “estrelas”. Somos todos iguais e debatemos amplamente nossos projetos. Quero ser presidente porque sou pai de três filhos e acredito que não há maior expressão de amor na vida do que pelos filhos. Quero ser presidente porque considero todos os filhos e netos dos meus amigos, como se fossem meus filhos e netos também. Quero ser presidente porque nossa cidade e seus moradores que atingiram a 3ª idade como eu, fizeram por merecer viver em paz e segurança com nossos familiares e amigos !

3. Quais os motivos pelos quais acreditam que farão uma melhor gestão do que o grupo Ação?
Em primeiro lugar porque somos do tempo do “fio do bigode”, onde não era necessário assinar um documento pois a palavra tinha valor. Palavra empenhada, palavra cumprida. Quem quer faz, quem não faz arruma uma desculpa. Temos um programa que contempla o abecedário inteiro, de “A” a “Z”. Teremos até o dia 12 de abril – dia da eleição – para apresentar e explanar nosso projeto. Nossa gestão será melhor porque criamos nosso projeto e contamos com ideias e planejamento de especialistas na área de segurança. Nosso programa foi montado em cima de propostas factíveis, sendo que algumas delas necessitam apenas de direcionamento e empenho do grupo e independem de recursos financeiros. Queremos trazer a população para dentro do Conseg. Nossas reuniões não serão mensais, apenas. Criamos o “Conseg vai até você” e faremos dos NALs (Núcleo de Ação Local), que existirão nos 15 bairros da cidade com três representantes em cada um, um canal direto para que possamos fazer chegar até nossas autoridade as demandas de cada bairro. Criamos um sistema através do qual todos cidadãos poderão enviar um e-mail denunciando, reclamando ou sugerindo algo, sem burocracia alguma. E, assim que recebermos a demanda, iremos até o local citado: “O Conseg vai até você” ! Conosco, o munícipe terá acesso para participar. Segurança Pública é algo muito sério para se tratar em uma reuniãozinha de duas horas, uma vez por mês. Enfim, somos voluntários e voluntárias sem ambições pessoais e tão pouco políticas e não achamos justo e nem honesto tentarr transformar o Conseg em “trampolim” para tentativas de alçar “voos políticos”. Nosso único interesse na política, é em relação a política de segurança pública de São Caetano do Sul.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s