POLUIÇÃO DO AR EM SCS É A PIOR DA DÉCADA

poluicao_SAO PAULO_SCS

A poluição por ozônio bateu recorde na Região Metropolitana de São Paulo no ano passado. Ficamos mais de três meses respirando o poluente em níveis inadequados, segundo matéria de hoje do jornal Repórter Diário.

Segundo a Cetesb, agência do Estado que faz o monitoramento, São Caetano e o Ibirapuera são os locais onde o problema é mais grave.

“Quem tem problemas como asma, rinite ou enfisema sofre mais. Mas a poluição também pode desencadear inflamações graves a longo prazo”, afirma ao jornal o pneumologista Clystenes Soares, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). “E o ozônio é especialmente perigoso em dias ensolarados.”

Ontem falamos da importância de um novo modelo de transportes para as cidades, inclusive por causa da crescente poluição do ar. Paulo Saldiva, coordenador do Laboratório de Poluição Atmosférica da USP, disse ao Repórter Diário que “o ozônio está fora de controle. Nem com os veículos mais tecnológicos conseguimos reduzir os níveis de poluição por ozônio porque a qualidade da gasolina e do diesel é ruim e a queima do etanol também polui”.

O problema é urgente e precisamos de soluções arrojadas para combatê-lo. São Caetano pode contribuir com investimento maciço em arborização, transporte coletivo e bicicleta, além de uma política para o controle de poluentes dos carros oficiais. Vamos fazer?

Leia a matéria do Repórter Diário

Veja o estudo publicado pela Cetesb

Foto: Poluição na cidade de São Paulo – Site Info Escola

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s