É HORA DE COBRAR UM PLANO DE MOBILIDADE URBANA PARA SCS E ENFRENTAR O TRÂNSITO

Plano de mobilidade urbana_sao caetano

Já virou lugar comum reclamar do trânsito em nossa cidade. Nos últimos 10 anos é perceptível um aumento significativo do número de pontos de congestionamento. Com mais carros e vias limitadas, esse crescimento de engarrafamentos é visto como natural em nossa cidade e em outras da região. Mas será que é um processo realmente “natural” ou fruto de políticas públicas que privilegiam o carro em detrimento do transporte coletivo e alternativo?

Vale citar dois exemplos sobre o que pode ser feito nessa área, Londres e Tóquio.

No último mês a prefeitura de Londres anunciou o investimento de 1,5 bilhões de dólares (mais de R$3 bi) em ciclovias para a cidade. Segundo matéria do site ArchDaily Brasil e do jornal inglês The Times, o investimento será direcionado principalmente para a criação de uma grande rede de ciclovias, sem interrupção e isolada do contato com o tráfego de outros veículos.

“Essa estrutura vai beneficiar a todos, mesmo quem não tem intenção de andar de bicicleta. Teremos menos trânsito, menos poluição, mais lugares no metro, mais árvores e áreas verdes”, afirma Andrew Gilligan, responsável pelo projeto.

Percebe-se que mesmo em Londres, onde se tem um dos sistemas mais eficientes de transporte coletivo do mundo, existe uma preocupação constante em aperfeiçoar a mobilidade urbana. Por aqui, parece que a prioridade ainda é abrir novas avenidas para carros.

Chama a atenção em Tóquio a radicalidade com que o tema foi tratado. Em artigo publicado em março pelo Valor Econômico, Mahmoud Mohieldin e Zoubida Allaoua, do Banco Mundial chamaram a atenção para o tema: “Para incentivar os cidadãos a usar os transportes públicos, os políticos de Tóquio agiram de modo a fazer que o uso de automóvel se tornasse cinco vezes mais caro do que o uso do transporte público. Mas também investiram em transporte interurbano de alta velocidade”.

E aqui, tivemos uma política que privilegiou o transporte coletivo, especialmente o ônibus e o trem/metro, ou continuamos numa lógica que ignora esses modais a favor do carro? Essa resposta, todos já sabem.

Entretanto há uma luz no fim do túnel. Em janeiro de 2012 foi aprovada a lei federal 12.587, que obriga os municípios com mais de 20.000 habitantes a elaborar um Plano de Mobilidade Urbana (PMU). O prazo para a apresentação do projeto acaba em 2015, ou seja, dentro do governo Paulo Pinheiro.

O Greenpeace lançou campanha sobre o tema que visa monitorar as capitais que estão ou não apresentando o projeto. Segundo a organização, o PMU “serve para orientar e regulamentar o transporte e a mobilidade de uma cidade. Nele, o Município deve garantir a universalização e a acessibilidade do serviço, priorizar o transporte não-motorizado (o pedestre e o uso da bicicleta) e, em seguida, o coletivo, podendo adotar medidas para restringir o uso de veículos individuais, como forma de desestimular o uso habitual desse modal. Deve ter metas a curto e longo prazo capazes de aumentar a mobilidade urbana, promover a diversificação e integração dos meios de transporte, controlar a poluição e emissões de gases do efeito estufa do setor de transportes”.

Outra questão importante é que o plano deve ser elaborado de forma participativa, com o envolvimento de toda a sociedade. São Caetano deve apresentar o seu.

(EDITADO 24/04) Questionada através de sua assessoria de imprensa, a prefeitura afirmou que o plano ainda não existe e que a meta é finalizá-lo até o início de 2014.

Não podemos perder essa oportunidade de participação e devemos cobrar a produção de um plano arrojado. Com políticas públicas que olhem para o futuro, podemos resolver o problema do trânsito em São Caetano do Sul.

Notícias sobre o plano de ciclovias em Londres, em português, ou em inglês

Página do Greenpeace sobre a campanha

Imagem: Arte da campanha do Greenpeace
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s