HOSPITAL DA MULHER É SÓ FACHADA EM SÃO CAETANO

Com a chuva de denuncias do descaso da prefeitura de São Caetano com a população, descaradamente maior desde as eleições municipais, os fatos começam a se impor e a ganhar a atenção da mídia regional.

O jornal Diário do Grande ABC destacou ontem que o Hospital da Mulher de São Caetano, inaugurado com claro intuito eleitoreiro no dia 30 de setembro, às vésperas do primeiro turno da votação, com toda pompa

 e até presença do secretario da saúde do Estado, ainda não abriu as portas para atendimento ao público. A unidade foi construída anexa ao Complexo Hospitalar, no bairro Santa Paula.As obras da unidade começaram em julho do ano passado, orçadas em cerca de R$ 26,5 milhões, custeadas com recursos do governo municipal e estadual. O objetivo era aliviar a demanda do precário Hospital Infantil Márcia Braido e reduzir a espera por cirurgias na cidade. Até o momento, no entanto, a estrutura só serviu de falsa propaganda para a candidata do prefeito, que não se elegeu.O problema no novo prédio, que o impediu de funcionar por mais de um mês desde a sua inauguração de fachada, é nada mais, nada menos do que falha do ar-condicionado central na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal e no centro cirúrgico. A refrigeração em ambientes hospitalares é importante para combater a proliferação de bactérias, fungos e infecções, especialmente nessas duas alas cruciais e de alto risco para a saúde dos pacientes mais fragilizados.

A prefeitura alega que a estrutura “apresentou” o problema. Mas porque não realizar testes antes da inauguração para corrigi-lo?

O jornal também esteve no local onde se encontra o hospital, na esquina da Rua São Paulo com a Avenida Vital Brasil Filho, e conversou com vizinhos. Alguns planejavam utilizar o equipamento quando foram surpreendidos pela notícia. “Na semana passada minha filha estava com hemorragia, trouxe às pressas para ser atendida, mas estava fechado. Não entendi nada”, afirma a vendedora Carla, 43 anos, que trabalha em frente à unidade. Questionado, o segurança do hospital confirmou que nenhum paciente foi atendido ali desde a inauguração da unidade.

A previsão informada pela administração ao jornal é que o hospital entre em funcionamento, de fato, no dia 15. Além desse atraso absurdo, quer dizer que somente quando a mídia pressiona a prefeitura as informações de direito do cidadão são fornecidas? É isso o que a prefeitura chama de governo transparente? Divulgam em todos os cantos uma inauguração de fachada, mas não avisam a população que o hospital ficará fechado, sendo apenas um grande engodo.

Convocamos os leitores a conferir a estrutura e os serviços prestados pelo hospital. No dia 15, estaremos lá, de olho!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s