A MÁ ADMINISTRAÇÃO DO LIXO RECICLÁVEL EM SCS

Desde o anuncio feito pela prefeitura de São Caetano sobre a expansão da coleta seletiva de materiais recicláveis em toda a cidade, no mês de julho, temos recebido diversas reclamações e dúvidas de leitores que não foram orientados sobre o novo serviço. Sabemos apenas que cada bairro tem um dia da semana e um horário diferente para receber o caminhão da coleta porta a porta, no entanto, não  encontramos nenhuma informação oficial no site da prefeitura a respeito desse calendário.

Até pouco tempo atrás, apenas seis bairros tinham esse serviço (Santo Antonio, Jardim São Caetano, Vila São José, Mauá, Cerâmica e Santa Paula). Uma dúvida que paira é se a coleta seletiva está realmente funcionando nos 15 bairros de São Caetano. Ninguém melhor do que os próprios moradores para dizer como anda o serviço perto da sua casa.

O leitor Alécio Miari, assim como grande parte dos moradores de São Caetano, não recebeu nenhuma orientação sobre os novos procedimentos da prefeitura. Não foi informado sequer sobre o dia que os caminhões passam recolhendo o lixo reciclável. “Tiraram as lixeiras de reciclados das ruas e não recebi nenhuma informação de como estão tratando esta questão. Não tenho ideia do que fazer com os reciclados e não vi uma faixa sequer, nenhum comunicado sobre isso.”

Aliás, a retirada dos coletores voluntários de material reciclável das ruas é mais uma “surpresa” da prefeitura. Ao invés de oferecer duas opções para o morador, implantaram uma coleta seletiva domiciliar, apenas uma vez por semana, e retiraram as lixeiras de reciclados, que muita gente achava ótimo, já que dava pra levar um pouco de lixo por vez, todos os dias, sem deixar acumular em casa. Com a restrição, agora o cidadão tem que guardar o lixo por uma semana.

O programa de reciclagem na cidade é muito mal feito. Além de não informar o básico, não é acompanhado de uma campanha educativa sobre o tema. A leitora Carla Daros, moradora do Barcelona, um dos novos bairros a receber a coleta seletiva, não foi orientada sobre como separar o lixo. “Tem muita gente que só vai jogar dentro do saco amarelo o que acha que é reciclável, acredito que vão até incluir baterias e pilhas, sem não forem orientados. E na realidade o correto é que, além de separar, tudo deve estar devidamente lavado”, afirma.

Outra dificuldade é conseguir os tais sacos amarelos, que a prefeitura distribui nas casa para o descarte do lixo reciclável, se você mora em prédio. É preciso pedir para o síndico fazer um cadastro na prefeitura, caso contrário eles não entregam os sacos amarelos no seu edifício.

A leitora Caroline Varani, relata que no bairro Barcelona muitos moradores não receberam informativos, a prefeitura apenas jogou os sacos amarelos no quintal das casas. “Como minha mãe já sabia como funcionava, ela que teve que explicar para os vizinhos o que eram aqueles sacos amarelos. E é isso, eles não cumprem o horário da coleta, o lixo fica na rua o dia todo e os catadores aproveitam para abrir e pegar o que lhes interessam”, diz Caroline. Ela ainda sugere uma medida que considera mais eficaz e com caráter social: “Não seria mais fácil então autorizar os catadores para fazer esse serviço? Contratar como funcionário da prefeitura ajudaria ambas as partes, o catador e o meio ambiente. O trabalho dos catadores seria muito mais eficaz do que o da prefeitura.”

No bairro Santa Paula, ninguém sabe ao certo os horários em que o caminhão da coleta seletiva passa, segundo Juliana Aragão. “Quando vou trabalhar por volta das 9h, já tem um monte de saco amarelo na rua, e quando volto às 18h, eles continuam lá”, informa.

Com um programa inconstante, mal comunicado e por negligência da prefeitura de São Caetano, quanto de lixo que poderia ser reciclado vai continuar se perdendo no lixo comum? Quantas pessoas vão deixar de colaborar com o meio ambiente por falta de orientação? Não queremos um programa de coleta seletiva de fachada, que só funciona como propaganda. Queremos medidas efetivas de preservação e proteção do meio ambiente, a favor de uma cidade sustentável.

Conte como anda a coleta seletiva no seu bairro!

Anúncios

7 Respostas para “A MÁ ADMINISTRAÇÃO DO LIXO RECICLÁVEL EM SCS

  1. Thiago, moro no Centro e aqui está uma bagunça! Passam às quartas, mas em horários aleatórios.

    Além disso, ontem estava sendo efetuada a coleta com um caminhão comum de lixo, que compacta os materiais. Se tiver vidro, ele será triturado, impossibilitando o posterior trabalho de seleção dos recicláveis.

    • Muita gente está percebendo essa questão do recolhimento por caminhão de lixo comum, Rafael. Mais um fator que demostra a falta de vontade real da administração em implantar um sistema efetivo de coleta seletiva!

  2. Todos os 15 bairros sancaetanenses recebem, semanalmente, a visita dos caminhões de coleta de lixo reciclável – lata, plástico, vidro e papel. Confira abaixo o cronograma da passagem da coleta seletiva por bairro (o serviço é realizado sempre a partir das 7h30):
    – Segunda-feira – Barcelona, Prosperidade e Fundação;
    – Terça-feira – São José, Mauá e Jardim São Caetano;
    – Quarta-feira – Santo Antônio, Santa Paula e Centro;
    – Quinta-feira – Santa Maria, Boa Vista e Nova Gerty;
    – Sexta-feira – Oswaldo Cruz, Olímpico e Cerâmica.

  3. Thiago, alguma novidade sobre a coleta ?
    Acabei de me mudar para um prédio no bairro Santa Maria e estou interessado em participar da coleta seletiva.

  4. Sou moradora do bairro Oswaldo Cruz há quase 8 anos e sempre separei meu lixo reciclável, levando-o a locais de coleta. Quando Iniciou a coleta seletiva da prefeitura, fiquei com o pé atrás, porque tem muita coisa aqui em São Caetano feita para “inglês ver”. Minha sogra mora no Jardim São Caetano e utiliza os sacos amarelos da prefeitura. Ela ficou bastante contrariada semanas atrás quando se deparou com o lixo reciclado sendo triturado no caminhão com o lixo comum. Bem, de minha parte, separo o lixo com todo o cuidado, acumulo em casa e levo no centro de coleta que fica no Extra, na Av. Goiás. Tanto a coleta do Extra quanto a do Pão de Açúcar da Rua Maranhão é efetuada por uma cooperativa de catadores muito séria de Santo André (eu já fui visitá-los e conferi o trabalho, Eles separam os materiais e vendem para outras empresas que reciclam, mas trabalham com o intuito de adquirir seus próprios equipamentos de reciclagem (isso na ocasião da visita, em 2012).
    Fica a minha dica. Sei que dá mais trabalho. Mas separar o lixo
    e algo trabalhoso, porém essencial. Imagina ter todo esse trabalho para seu lindo material reciclável ser triturado junto com o lixo orgânico. Mas é importante pressionar as autoridades para uma coleta eficiente e confiável.
    abraços a todos

    • Muito boa a dica, Micaela.

      Defendemos aqui a coleta seletiva de casa em casa em dias alternados. Assim teríamos a possibilidade maior de reciclagem em prédios, sem espaço para separar o lixo de uma semana inteira.

      E claro, temos que garantir que o lixo reciclável vá para o local correto e não para o aterro sanitário.

  5. Esse programa que é muito importante deveria ser mais sério, orientar a cominidade mas também os coletores desse lixo…
    Percebo que os lixeiros do organico, nao estao nem ai se tem uma caixa de papelao, uma caixa de pizza ou um galo de plastico, eles levam tudo, deveriam ser orientados a nao pegar assim os moradores perceberiam que se colocar lixo reciclavel fora do dia vai ficar la.
    Mas também tem pessoas que nao conseguem assimilar que é extremamante necessário reciclar…um programa de conscientização seria muito bom…torço por isso….eu faço minha parte!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s