Ferrugem em parquinho Chico Mendes coloca crianças em perigo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já faz um bom tempo que o parquinho infantil do Chico Mendes sofre com o abandono da prefeitura de São Caetano.  A ferrugem em diversos brinquedos denuncia a falta de manutenção e o desgaste dessas instalações que colocam em risco a saúde e integridade física das crianças. Conservação nota ZERO.

Nessa semana recebemos várias fotos de uma leitora do C do ABC que denunciam o descaso da prefeitura com as crianças que utilizam os brinquedos do parque Chico Mendes. O principal problema é a ferrugem exposta, mas também falta orientação para o uso adequado, como apontou uma moradora ao jornal Metro ABC: “Tem gente que utiliza brinquedo que não é indicado para a idade”.

Para completar o absurdo, essa área fica justamente na sede da prefeitura. Isso mesmo. Se o prefeito não consegue sequer cuidar de um espaço público que está bem embaixo de seu nariz, o que esperar desse grupo que parasita na administração de SCS há mais de 30 anos? Nada.

A prefeitura deveria remover de praças, escolas e parquinhos os brinquedos que oferecem riscos, além de fazer reparos frequentes nos demais equipamentos. Para mudar esse problema, os cidadãos podem reclamar na ouvidoria da prefeitura, o que aumenta as estatísticas e pode contribuir para pressionar a administração a tomar providências.

Além disso, os pais não querem só a conservação desses espaços. Muitas melhorias poderiam ser feitas, bancos para os adultos sentarem enquanto acompanham as crianças nas visitas ao parquinho. E porque não construir mais parquinhos infantis na cidade, aumentando as opções para os moradores? Os pais e as crianças agradeceriam, sem dúvida.

Acidentes em parques no ABC

Somente no ano passado, a região do ABC registrou 200 casos de internação hospitalar de pessoas que se acidentaram em parques. Uma das vítimas morreu. A região concentrou 3 em cada 4 casos de acidentes em áreas de lazer da Grande São Paulo.

As duas centenas de ocorrências do ABC representam 74,3% dos casos de toda a região metropolitana da capital, que contabilizou 269 casos ao todo. No Estado, foram quatro internações por dia em 2011. Os dados são da Secretaria de Saúde do Estado.

A queda de escadas, plataformas e balanços é a maior causa de acidentes, segundo o supervisor médico do Grau (Grupo de Resgate e Atendimento a Urgência), Gustavo Feriani.

Como melhorar a segurança nos parquinhos

A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) sugere regras para aumentar o conforto das crianças e diminuir riscos.

Balanço

Deve estar mais distante dos outros brinquedos e separado por cercado para evitar que as crianças corram em volta Escorregador

Escada e topo devem ter corrimões de apoio. Rampa precisa ser feita de chapa única, inclinada na ponta para desacelerar a descida e diminuir impacto com o solo

Barras para escalar

Canos finos para que os pequenos possam segurar com firmeza Gangorra

Na posição horizontal, brinquedo deve ficar até um metro acima do chão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s