Anel cicloviário para inglês ver

Sempre defendemos o investimento em transporte alternativo em SCS, principalmente o uso da bicicleta para deslocamentos dentro da cidade. É impossível pensar em mobilidade urbana sustentável sem levar em conta a criação de ciclovias para o transporte alternativo e a sua integração com o transporte público.

No entanto, sabemos a dificuldade que é implantar um sistema público eficiente nessa área, algo que realmente cumpra seu propósito, para além das aparências que a prefeitura divulga. Aliás, de aparência o prefeito e seu grupo entendem muito, fazem um marketing excelente de si mesmos e da sua candidata nas eleições deste ano, mas nada que corresponda à realidade.

Por essa e outras, recebemos com ceticismo a notícia, do DGABC de 16 de julho, sobre uma proposta da candidata do prefeito para a construção de um “anel cicloviário” no entorno da cidade. Em meio a um passeio ciclístico promovido pela GM (algo um tanto irônico), a candidata anunciou o projeto, que misturaria ciclovias e ciclofaixas, passando por baixo do o futuro Metrô de superfície do governo do Estado, que seguirá por toda extensão da Avenida Guido Alibert. Curiosamente, uma semana depois da matéria sobre o projeto de “anel cicloviário” da candidata, o mesmo jornal DGABC noticiou que a prefeitura construirá um “circuito cicloviário” que começará e terminará na avenida Kennedy. Mera coincidência? As obras serão entregues até julho de 2013, quando o novo prefeito assumir.

Não é nenhuma surpresa a “sintonia” entre a candidata do prefeito e a secretaria de transportes do município, mas não deixa de ser vergonhoso o uso da máquina pública para fins eleitoreiros. Eles têm a cara de pau de colocar em vigor um projeto anunciado pela candidata antes das eleições acontecerem. Quer dizer que é possível governar antes de ser eleito? Por que esse projeto da prefeitura não foi anunciado antes do período eleitoral?

O tal “circuito cicloviário”, muito parecido com o “anel cicloviário” proposto pela candidata seria algo mais ou menos assim, conforme o jornal DGABC:

A ideia funciona para o esporte o lazer, mas falar que isso incentiva o transporte alternativo é piada! Como os moradores, nos seus respectivos bairros, vão se deslocar dentro da cidade, de um bairro a outro, com a bicicleta? E para ir do bairro até a estação de trem vão dar uma volta enorme em torno da cidade para isso? Qual será a vantagem de usar a bicicleta ao invés do Metrô de superfície, se um vai passar em baixo do outro?

O “anel cicloviário” não vai fazer o cidadão substituir o carro pela bicicleta no seu dia-a-dia. O transporte alternativo é outra coisa, liga o morador a diferentes destinos estratégicos. Funciona em eixos cicloviários, que levam as pessoas dos bairros para as áreas de comércio ou para as estações de trem, por exemplo. O que nós defendemos é essa outra lógica:

Nesse período nebuloso de eleições, é preciso ter atenção redobrada com o que é proposto pelos candidatos. Vamos avaliar o que realmente queremos para São Caetano. Nós queremos mais perfumaria na área de transportes, ou queremos mudanças efetivas, que transformem a cidade para melhor? Para contribuir com soluções reais para o trânsito, São Caetano deve investir em um projeto que crie ciclovias em toda a cidade, inclusive nos bairros, e integre esse sistema com o transporte público.

(Foto de Lucas Chiconi)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s