Centros culturais de SCS sofrem ataque de cupins

Na foto: Apresentação da peça A Ascensão e Queda da Cidade de Mahagonny, no teatro Timochenco Webbi da Fundação das Artes, duas vezes interrompida por causa de cupins  voadores. Foto de Siterfania Borges.

Desde o ano passado, alunos e professores da Fundação das Artes protestam contra o descaso da prefeitura com as instalações dos centros culturais de São Caetano, principalmente o teatro Timochenco Webbi. Uma das queixas é a constante invasão de siriris, formas aladas de cupins, que na revoada, largam as asas pelo chão. Sarah Galvano, aluna de teatro da instituição, lembrou que o espetáculo A Ascensão e Queda da Cidade de Mahagonny foi paralisado duas vezes por causa dos insetos. “O trabalho é de conclusão dos alunos de teatro que ficaram por mais de três anos se preparando para aquele momento. Acho uma falta de respeito com os alunos e com o público que está lá para prestigiá-los”, desabafou a estudante. O problema se estende para os forros e palcos, que estão sendo atacados por cupins de madeira seca e cupins subterrâneos, e atinge também o teatro Paulo Machado de Carvalho, informa o jornal Metro ABC.

Só recentemente a prefeitura acionou o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), órgão do Estado, para realizar análise das condições dos locais, que começou na segunda-feira passada. “Existe uma situação de ataques nos teatros. Vamos fazer análise estrutural do madeiramento e avaliar a extensão dos danos”, diz Gonzalo Carballeira Lopez, do Centro de Tecnologia de Recursos Florestais do IPT. O especialista explica que o cupim de madeira seca é espécie que ocorre no Estado de São Paulo e se dispersa facilmente por revoada ou contato com peças já empestiadas. Já os cupins subterrâneos passaram a ser mais comuns a partir dos anos 1930.

Desde a reeleição, o atual prefeito promete mais do que cumpre para a Cultura e deixa de investir na manutenção básica que se espera para as instalações que já existem. Desse descaso surgem problemas com cupins, que poderiam ser evitados com uma análise técnica periódica da estrutura dos teatros.

Queremos uma política cultural de atenção e cuidado com as instalações já existentes em São Caetano, mas também a criação de novos centros de produção cultural e a expansão da programação como forma de expor e estimular as criações artísticas locais. Nos próximos dias, o C do ABC vai mostrar mais sobre a realidade da Fundação das Artes de São Caetano e como a prefeitura (não) trata bons projetos nessa área propostos por moradores da cidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s