São Caetano não conta com campanha permanente e ponto de coleta de e-lixo

Apesar de ser a cidade brasileira com maior número de domicílios conectados à internet, São Caetano não tem serviço permanente de recolhimento de lixo eletrônico, ou e-lixo, noticiou o jornal Metro ABC. O e-lixo é qualquer aparelho ou componente eletrônico que não tem mais uso e é jogado fora, correndo o risco de contaminar o meio ambiente por conter componentes tóxicos em sua estrutura. São os celulares, os televisores e seus componentes, os rádios, os DVDs e os CDs, eletrodomésticos em geral, pilhas, baterias, lâmpadas e muitos outros. O descarte desse tipo de lixo vem crescendo nos últimos anos devido ao aumento do consumo de produtos tecnológicos, que a cada nova geração tem a durabilidade reduzida.

Em 2011, São Caetano descartou 1,3 toneladas de e-lixo. Já neste ano foram 3 toneladas, mais que o dobro do ano passado, em apenas quatro dias, tempo de duração de uma campanha de  recolhimento da prefeitura. O serviço poderia ser permanente e contar com vários pontos fixos de recolhimento desse tipo de material que pode causar mal à saúde e ao meio ambiente, mas a administração só o executa quando dá na telha. Não há data para nova campanha e a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade da cidade, ainda não sabe qual será a forma de destinação do material.

Enquanto São Caetano não se engaja de forma eficiente e permanente na coleta, reciclagem e descarte apropriado do e-lixo, Santo André conta com 15 estações de coleta seletiva para esse tipo de material.

Isso nos leva a outra questão importante, que precisa de mais atenção do poder público: São Caetano recicla apenas 1% de todo o lixo produzido e a coleta seletiva atende somente seis dos 15 bairros da cidade (Santo Antonio, Jardim São Caetano, Vila São José, Mauá, Cerâmica e Santa Paula).

Reciclar é preciso. Ainda mais em tempos em que os recursos naturais estão cada vez mais escassos e a quantidade crescente de resíduos tem posto a nossa saúde em risco. Cada um de nós também pode tentar melhorar essa situação, separando o lixo que pode ser reciclado e o que não pode e destiná-los aos locais certos. Aí entra a importância de uma administração pública que invista permanentemente e não só pontualmente em educação ambiental, em reciclagem e na destinação apropriada de todos os tipos de lixo.

Anúncios

2 Respostas para “São Caetano não conta com campanha permanente e ponto de coleta de e-lixo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s