A verdadeira Saúde de São Caetano

Um levantamento divulgado hoje no DGABC mostra que São Caetano tem 1053 consultas e 319 exames laboratoriais em espera para serem realizados. No topo das especialidades que mais acumulam agendamentos em espera estão: oftalmologia (443), dermatologia (150), ortopedia (135), cirurgia vascular (132) e neurocirurgia (126). Já o ranking dos exames laboratoriais a fila de espera é maior para ressonância magnética (125), teste ergométrico (75) e mamografia (40). Não há informação nas unidades sobre o tempo médio de espera.

Os números foram coletados durante o mês de maio pelo Consórcio Intermunicipal em hospitais, ambulatórios e centros públicos em todo o Grande ABC. A demanada reprimida nas sete cidades soma 94,7 mil consultas e 94,3 mil exames. Os principais motivos para a lentidão no atendimento é a falta de profissionais e de estrutura. Como São Caetano quer ser referência na área da Saúde se ainda enfrenta problemas básicos como a má administração dos agendamentos, a falta de profissionais e de estrutura que atenda a demanda por Saúde na cidade?

Vivemos em duas cidades: uma que é a da propaganda, a que a administração diz que tudo é lindo e funciona às mil maravilhas; e outra em que as pessoas vivem realmente, que tem problemas graves e é negligenciada e acobertada pelo poder local.

O C do ABC vem recebendo várias denúncias sobre o descaso da prefeitura com os problemas de saúde dos moradores. Os leitores Haroldo Dimitrevas e Vanessa Reis Labesttein enfrentam enorme dificuldade em conseguir insulina nos postos de saúde de São Caetano, onde o medicamente falta constantemente. Já Adriana Ribeiro, que mudou para São Caetano esperando um serviço público de saúde melhor para seu filho pequeno com diabetes, se decepcionou por enfrentar um atendimento a passo de tartaruga no centro da criança e do adolescente e no pronto-socorro infantil da cidade. Outro a reclamar do tempo de espera para consultas é Orivaldo da Silva, que espera há dois meses por uma visita ao endocrinologista. Fora as centenas de pessoas que precisam processar a prefeitura todo mês para conseguir medicamentos de alto custo. Isso quando conseguem.

A saúde em geral anda decadente em São Caetano, com problemas de espera para atendimento e medicação também no pronto-socorro geral, como informam Wilson David e Maria Helena Veiga Gil, que recentemente sofreu com a superlotação da unidade e a demora de 6 horas entre consulta e medicamento para sua filha. Ana Idalina Naide relata que encontrou com o prefeito e reclamou sobre a saúde precáriaem São Caetano. Sabe o que ele respondeu? Que precisou de atendimento de um ortopedista no ABERT EINSTEIN e também teve que esperar bastante. Só pode ser piada. Ele sim entende bem a nossa situação, né?

Depois de todas essas denúncias é vergonhoso saber que o prefeito de São Caetano é MÉDICO e que diz entender o sofrimento dos moradores daqui, quando, na verdade, trata a saúde em um dos melhores e MAIS CAROS hospitais de São Paulo. “Haja paciência e estômago pra digerir todas as injustiças ao povo”, disse Ana Idalina. Pois é, Ana, a paciência acabou faz tempo e o estômago agora vai vomitar todas as injustiças nessa prefeitura decorativa que temos aí. Vamos fazer valer nossos direitos!

Quebra-cabeça

O Consórcio espera que a gestão pactuada entre as prefeituras e o governo do Estado consiga reduzir o tempo de espera e tirar a sobrecarga das redes municipais. Isso porque há dois meses o governo informou que, no primeiro trimestre do ano, 3.256 consultas ambulatoriais não foram agendadas pelas centrais de regulação de vagas dos municípios nos dois AMEs da região. A Secretaria de Estado da Saúde se defende dizendo que cabe às UBSs (Unidades Básicas de Saúde) a organização dos agendamentos, conforme as vagas disponíveis. Em março, por exemplo, do total de consultas ofertadas pelo AME Santo André, 15% deixaram de ser agendadas pelas secretarias de Saúde da região. O problema é que, segundo os sete secretários de Saúde, as especialidades oferecidas não atendiam às demandas das redes municipais.

Cadê a eficiência? Que tal os dois lados pararem de bater a cabeça e cumprirem seu papel? As prefeituras precisam urgentemente aumentar e melhorar a infraestrutura de saúde nas cidades e o governo estadual precisa tomar as rédeas pelas unidades de saúde que espalha pelo Estado, adequando os serviços à demanda, e cobrando efetivamente que as prefeituras reorganizem os agendamentos para o preenchimento das vagas ociosas dessas unidades.

Anúncios

3 Respostas para “A verdadeira Saúde de São Caetano

  1. no hospital sao caetano tem uma maquina novinha de litotripsia em uma sala com identificação , perguntei pra atendente que fica em frente a sala e ela me respondeu que falta medico pra fazer as cirurgias, uma maquina desta custa muito dinheiro por volta de mais de 1 milhao de reais, que esta párádá, absurdo

  2. Graças ao Dr Auricchio e a Dra regina São Caetano virou motivo de chacota dos municipios vizinhos isso pq esses dois vivem alegando para tv e jornais que São Caetano do Sul não tem problemas!!!! Onde sera que esses dois moram? Com certeza não é São Caetano no qual vivemos onde NÃO ha segurança, NÃO ha saúde de qualidade e muito menos educação! Tanto é que este por sua vez procurou assistencia no ABERT EINSTEIN, o esnhor prefeito se gaba tanto da saúde em São Caetano pq não foi ate o PS? Apesar de se tratando de quem ele é este por sua vez seria tratado com dignidade e respeito ao contrario destes que pagam todo mes os impostos abusivos do municipio. É muito facil a Dona Regina e o Senhor Auricchio dizerem que tudo no municipio é maravilhoso…. ELES NÃO UTILIZAM OS SERVIÇOS PUBLICOS DO MUNICIPIO COMO O PS, AS UBS, O TRANPORTE PUBLICO MUITO MENOS AS ESCOLAS PUBLICAS….COM CERTEZA ELES POSSUEM CONVENIO PARTICULAR DOS BONS, SEUS FILHOS ESTUDARAM EM ESCOLAS PARTICULARES, ELES POSSUEM MEIO DE LOCOMOÇÃO PARTICULAR….

  3. Tempo de espera para Ressonância Magnética: 3 meses, MAS se houver desistência pode ser um pouco antes (!!!)… Esta foi a resposta que obtive quando solicitei junto a UBS-Barcelona, e em seguida ligando para SESAUD…
    Ou seja, o problema era na joelho e não poderia aguardar 3 meses sem andar para descobrir o que havia acontecido… Resultado: paguei R$ 500,00 por uma Ressonância Magnética em um dos joelhos na IMEDI de Santo André, o local mais em conta que encontrei…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s