A Luta do Povo Guarani (vídeo retrata assassinato de lideranças indígenas no MS)

Dia de comemoração de uma classe, categoria, entidade, grupo, não deve ser dia de comemoração, e sim dia de luta. Hoje é dia do Índio, gente! Dia em que devemos prestar homenagem a um povo que vem ano a ano sendo exterminado, e os motivos seguem basicamente os mesmo: em resumo, o índio tem o seu espaço usurpado pelo grande capital. Belo Monte, por exemplo, é assim! E a situação dos indíos Guarani Kaiowa (foco desse post) que vivem em Mato Grosso do Sul também.

Este espaço dá o alerta! De 2003 a 2010 foram assassinado 452 indígenas no Brasil, sendo 250 só no MS.

O mini documentário que estou postando agora chama a atenção para o fato de que no MS é ferrenho o avanço de fazendeiros monocultores sobre terras indígenas já demarcadas. A tática também segue a mesma: primeiro a coação, e caso haja resistência, o assassinato de suas lideranças.

 


 

Um filme de Felipe Milanez e Paulo Padilha.
Imagens de Felipe Milanez
Edição de Paulo Padilha
Apoio Revista Trip
Agradecimentos: aos povos indígenas Kaiowa e Guarani, Aty Guassu, Conselho Indigenista Missionário (CIMI), antropólogo Rubem Almeida, jornalista e antropólogo Spensy Pimentel, e os jornalistas Bruno Torturra e Lino Bocchini.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s