Greve dos professores deve reunir 20 mil, hoje, em frente ao palácio dos Bandeirantes

Cerca de 20 mil professores devem estar presentes hoje em frente ao palácio do governo em São Paulo. A manifestação proposta para hoje à tarde, pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação), vem para marcar o ponto alto da greve, e, segundo a Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), deve paralisar 80% da categoria no Estado.

Hoje, o jornal Diário do Grande ABC informa que em Santo André, o coordenador regional da subsede, Alexandre José Ferraz, acredita em paralisação de 50% dos profissionais. Já São Bernardo alcançou média de 20%, segundo o coordenador regional, Aldo Santos. Em Mauá, os números estão na casa dos 10%, de acordo com a coordenadoria regional.

Os trabalhadores da educação da rede pública de todo país reivindicam a aplicação do piso salarial da categoria, o desenvolvimento da carreira e o investimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação.

No ABC, os profissionais da educação exigem remuneração mínima de R$ 1.451 para jornada de 40 horas semanais e a utilização de 1/3 da carga (o equivalente a 33%) para atividades extraclasse. Hoje, nos municípios da Grande ABC, um professor dedica em média 20% da sua jornada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s