Apenas 6,2% dos municípios têm bons serviços de saúde (e São Caetano segue abaixo do ideal)

A notícia é recente e tem como base a divulgação do IDSUS, índice formulado pelo ministério da Saúde para avaliar acesso e qualidade do SUS. Todos os 5.563 municípios brasileiros foram avaliados e apenas 347 oferecem um bom atendimento na área da saúde. Eles representam apenas 6,2% do total e atendem a 3,6 milhões de brasileiros. A maioria está em Estados das regiões Sul (200 municípios) e Sudeste (145).

O IDSUS foi calculado com as bases de dados referentes aos anos de 2007, 2008, 2009 e 2010. As estatísticas de 2011 ainda não estavam prontas. A tabela com os resultados do IDSUS pode ser acessada aqui.

São Caetano em foco

Indo ao que interessa, o atual ministro da Saúde, Alexandre Padilha, responsável da avaliação, qualificou aquilo que ele chama de “razoável” e de “ideal”.

“Digamos que cinco é uma nota razoável. O SUS deveria ter de 7 em diante na nossa opinião”, afirma Paulo de Tarso Ribeiro de Oliveira, diretor do Departamento de Monitoramento e Avaliação do SUS. De acordo com ele, garantir o acesso aos serviços ainda é o maior problema do Brasil. “Há mais diferenças na capacidade de o indivíduo conseguir ser atendido do que na qualidade do serviço depois que ele está lá”, disse.

Tive acesso à tabela. A nota para São Caetano é 6,20. Ou seja, estamos dentro da média, mas longe do ideal. Dentre os itens avaliados, as piores avaliações para São Caetano se deram para:

Média da ação coletiva de escovação dental supervisionada (1,27); Razão de exames de mamografia realizados em mulheres de 50 a 69 anos e população da mesma faixa etária (4,61); Razão de procedimentos ambulatoriais selecionados de média complexidade e população residente (3,26); e Razão de internações clínico-cirúrgicas de alta complexidade e população residente (3,97).

Desculpa

Mesmo assim, o desempenho foi comemorado. O motivo é São Caetano está longe do ideal, mas “à frente das outras cidades do ABC” (?!?!), que ficaram abaixo da média nacional. Ribeirão Pires teve a pior avaliação com 3,75. Diadema teve a melhor com 6,44. São Bernardo teve 5,17. Santo André, 4,68. Mauá e Rio Grande da Serra com 4,61 e 4,52, respectivamente. Em terra de cego, quem tem um olho é rei, já dizia a sabedoria popular.

Gente, as eleições estão quase aí. Cuidado com esse tipo de desculpa!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s